10 de abr de 2009

reverência


Reverência é a consequência da aceitação da presença de Deus. 
A aceitação pré-supõe a consciência desta presença.
Reverência é essência, princípio e não forma. 
Reverência deve ser um hábito, um hábito que surge da constante procura de estar consciente da presença de Deus. Esse hábito não é estático, pois ele se renova a cada dia, crescendo, acrescentando, relembrando, edificando e admoestando. É o hábito de ler a Palavra consciente da presença de Quem a escreveu. É o hábito de falar com Aquele que verdadeiramente está ao teu lado. Sendo assim a reverência cresce aos poucos quando eu me torno cada vez mais consciente da realidade espiritual através da caminhada com Deus.
Reverência não deve, portanto, se restringir a casas de oração. Ela precisa estar presente em cada momento de nossa existência.
Em tese as casas de oração abrigam pessoas que durante a semana lutam, algumas vezes em vão e outras vezes vitoriosamente, para manter a consciência e aceitar a presença de Deus no dia-a-dia. No Dia do Senhor elas devem se reunir para receber uma benção especial, diferenciada: a benção de juntos serem fortalecidos em um ato coletivo de conscientização. 
Primeiramente a conscientização da transcendência de Deus, do Deus Todo-Poderoso, do Deus Criador e Mantenedor (Sl 19:1). Afinal todos se reúnem naquele Dia específico porque Ele o estabeleceu (Gn 2:2-3). Ele, o Criador, assim o ordenou e nós, como criaturas, obedecemos (Ex 20:8-11). A consciência da transcendência de Deus nos relembra qual o nosso lugar. Oh, como isso é necessário! Quantas vezes eu me flagro pensando e agindo como dono de mim e do meu futuro. Como é importante semanalmente ser lembrado que isso é uma ilusão, que é o desejo de um coração querendo usurpar o lugar do Criador, que é a antiga vontade de querer acreditar que posso ser Deus (Gn 3:5). Quando nos tornamos conscientes disso de forma coletiva, nós enxergamos que estamos todos no mesmo barco como pecadores, carentes da Graça e da Misericórdia de Deus.
É aí que entra o segundo ato da conscientização: perceber que Deus não é somente transcendente, mas que Ele desceu até nós, caminhou entre nós, morreu e ressuscitou por nós e prepara um lugar para nós... um Deus que está próximo, imanente, Emanuel, Deus conosco (Mt 1:23). 
Quando todos juntos nos tornamos cientes desta realidade elos, invisíveis aos olhos, mas facilmente perceptíveis, se criam entre aqueles que compartilham essa consciência. Esses elos são estabelecidos pelo Sangue de Cristo e este mesmo Sangue nos torna membros: membros do Corpo de Cristo.
Desta forma temos o seguinte: a consciência individual da presença de Deus (comunhão pessoal) me leva a buscar a consciência coletiva da transcendência e imanência de Deus (comunhão congregacional¹) que, por sua vez, me leva a reconhecer que sou um membro do Corpo de Cristo.
Só falta uma coisa em todo esse raciocínio: é possível estar consciente da presença de Deus e não aceitá-la. O livre arbítrio que Deus deu a todas as suas criaturas dá esta abertura. Eu posso escolher se eu quero retribuir o Amor de Deus, pois uma coisa é certa: quem se torna consciente da presença de Deus se torna consciente, mesmo de forma limitada, de que Deus é Amor. Deus se manifesta a todas as Suas criaturas incessantemente, demonstrando Seu Amor por cada uma delas. O livre arbítrio consiste em escolher aceitar e retribuir este Amor ou ignorá-lo. 
O exemplo clássico disso é Lúcifer. Constantemente consciente da presença de Deus um dia decidiu ignorar em vez de aceitar e retribuir. E continuou ignorando as incessantes manifestações de Amor de Deus até que um dia nem mais as percebia, se tornando insensível às mesmas.
Não basta estar consciente. É preciso aceitar a presença de Deus.
Reverência é a consequência da aceitação da presença de Deus.
Reverência, portanto, é Adoração.²
Um forte abraço a todos
Shabbat Shalom


¹ Um culto congregacional que não procura conduzir os presentes à consciência dessas duas coisas (transcendência e imanência de Deus) está perdendo precioso tempo e não está cumprindo o seu papel.
² Substitua em todo o texto a palavra 'Reverência' por 'Adoração' e de repente algumas coisas poderão ficar mais claras.

camiseta de evangelista

um pouquinho de humor para descontrair
depois que vi simplesmente não resisiti
vou tentar colocar um post mais sério hoje!